Mundialmente estamos de pernas para o ar em alguns aspectos devido à mudança inesperada com essa quarentena; alguns estudiosos em ciências sociais já apontam que o ocorrido esse ano impactará o Brasil por décadas. Diante do fato, alguns setores tiveram queda e outros cresceram de forma muito exponencial, como por exemplo: saúde, alimentação, trabalhos home office etc.; porém, existem as tendências que se fixarão pós-pandemia que são os cursos on-line, entretenimentos, educação à distância, utilização de aplicativos e compras de equipamentos de ginástica.

Os efeitos econômicos já estão a olho nu para todos, e diante de todo esse processo de mudança obrigatória principalmente no âmbito profissional, é de praxe debatermos sobre o futuro das pessoas, das profissões e dos segmentos de cada uma. No caso da Educação Física, o que mais estamos acompanhando nesse novo normal são os assuntos sobre a manutenção dos treinos on-line e a reabertura das academias de ginástica. O primeiro ponto primordial para nós é a evolução profissional, pois caso não se atente para isso haverá um risco bastante significativo e real de sermos eliminados dentro do nosso próprio segmento de atuação. Isso significa dizer que os profissionais que apenas manuseiam máquinas de musculação, apenas prescrevem treinamentos dentro das academias, os que trabalham na ginástica apenas ministram aulas já com todo ambiente pronto para receber os alunos, irão cada vez mais serem substituídos por uma geração que domina dois importantes itens: VENDAS e EMPREENDEDORISMO & MARKETING.

A CHAVE do sucesso profissional

Duke Ellington escreveu que “ os problemas são oportunidades de se mostrar o que se sabe”, e isso tem sido demonstrado a cada dia com mais veemência; mesmo assim, para muitos profissionais a ficha ainda não caiu para “o novo mundo profissional”. A pandemia vai passar e esse cenário de atuação irá permanecer, antes atuávamos sob o acrônimo CHA – competências, habilidades e atitudes – no mundo atual, teremos que somar isso a VENDAS e EMPREENDEDORISMO, então precisaremos da “CHAVE” para o sucesso profissional.

Quem trabalha com aulas coletivas, atividade que era ofertada pela recepção no pacote da adesão e não pelo professor atuante, agora terá que vender seus produtos, convencer o cliente sobre seus serviços e isso não será uma tarefa fácil, pois não será apenas você vendendo, serão centenas de profissionais pelo Brasil agindo assim!

Estamos com mais uma oportunidade de mostrar à sociedade a real importância da nossa profissão com serviços de qualidade e eficiência real, começar a entender que marketing é muito mais que propaganda e vendas, é um processo social e gerencial, além de ser muito mais que um exercício de negociação. A reinvenção imposta é para quem quer permanecer no mercado, temos dados preocupantes de quadros de transtornos mentais (estresse, depressão e ansiedade) durante a pandemia que serão associados à síndrome do pânico quando tudo passar; isso significa que não se pode estacionar na carreira profissional, muito menos agora que novas ferramentas devem ser aprendidas e aplicadas.

Existem profissionais que estão faturando muito mais no formato on-line do que no presencial, mas não significa dizer que você vai trocar um pelo outro, entretanto, ou você se reinventa ou vai ser engolido. Diversos cursos na área vêm sendo ofertados com condições especiais , isso é fantástico pois são oportunidades de você se atualizar com profissionais que antes você apenas encontrava em eventos grandes e longe de onde se mora. O investimento em cursos caiu, porém a qualidade ofertada é a mesma, aproveitemos mais uma vez, pois é nossa hora de fortalecer nossa profissão, temos que cuidar dela como se fosse um filho, temos muita gente pra salvar nesse Brasil, não existe sociedade saudável e feliz sem a prática de exercícios físicos.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

Publicidade

REF&H
Enviar