Publicidade

Independência financeira: todos buscam, poucos conseguem

Em uma de minhas aulas, me pareceu claro haver uma confusão quanto ao conceito de independência financeira. Lancei a questão aos presentes e obtive como resposta diferentes definições sobre o tema, que é consenso entre os especialistas em finanças como um patamar alcançado em que a rentabilidade de suas reservas, investimentos e participações são superiores aos seus gastos. Quando atingi-lo, poderá desconsiderar sua remuneração salarial e alocar seu tempo como bem entender.

Na sociedade capitalista, onde a competição entre pessoas e empresas buscando melhores colocações é uma constante, onde a evolução deve ser um objetivo e uma meta; a pergunta que não quer calar: Por que a grande maioria das pessoas não consegue cruzar a faixa nessa categoria já que todos os dias acordamos em igualdade de condições com 24 horas para realizar nossos sonhos e planos?

O tempo é o mesmo para todos, a diferença é a forma como alocamos esse tempo. Não é uma corrida de 100 metros é uma maratona.

É preciso entender qual seu ponto de equilíbrio, suas despesas, obrigações e gastos, e orbitar ao redor dele com folga. Percebemos que é necessário tempo e esforço para se chegar a esse confortável patamar e que há quatro palavras chave comuns aos “vencedores”:

ESTRATÉGIA

Quantas batalhas improváveis foram vencidas mesmo estando em clara desvantagem? A história está repleta dessas exceções, exemplos de superação diante de previsões quase certas da derrota: nos dias atuais, quantas  vezes assistimos e torcemos em competições por um atleta ou por uma equipe que está sendo derrotada para que esses se superem e consigam virar o placar alcançando a vitória sobre um adversário mais forte? E quando conseguem o feito é a glória!  O que há em comum em todos esses casos? A estratégia colocada em prática.  Não importa se nesse momento você se encontra em desvantagem, ou melhor, importa sim; pois isso engrandecerá ainda mais a sua vitória. Portanto, construa a sua e siga em frente!

DISCIPLINA

Após planejar e definir a estratégia de nada valerá se ela não for colocada em prática. Os planos deixados na gaveta não têm valor. É fundamental ter disciplina para levá-los adiante e se adaptar às mudanças que são constantes em todos os segmentos. Ter foco é dizer não a tudo que desvie seu olhar de suas metas.

RESERVAS

Para se construir reservas financeiras, é fundamental gastar menos do que se ganha e buscar novas fontes de receita. Para isso, as duas palavras chave anteriores devem estar presentes nesse item reforçando o conjunto.

INVESTIMENTOS

Tempo e dinheiro são os principais recursos que precisamos alocar para atingir a independência financeira. Com o tempo, fazemos dinheiro e esses valores constroem reservas que, ao serem investidas, trarão resultados financeiros que lhe proporcionarão o direito de escolha de trabalhar menos tempo, já que o dinheiro, em uma crescente, trabalhará para você; e como já disse em outros artigos, “o dinheiro é um péssimo patrão, mas, um ótimo funcionário.”

Independência financeira não é fácil, mas é possível!

Vamos em frente; um dia de cada vez, com disciplina, sabedoria e coragem!

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

Publicidade

REF&H
Enviar