O jogo competitivo começa, de fato, quando as competências da empresa e seu portfólio de talentos são vistos como diferencial nas entregas que faz à sociedade. Quando o cliente percebe que a qualidade do que recebe é função não dos recursos materiais, instalações ou mesmo do marketing adotado pela empresa, mas sim dos talentos profissionais e das suas competências múltiplas, então é sinal de que o capital intelectual ultrapassou o financeiro e, por isso, sua empresa está de fato no século XXI, e tem como característica a empresabilidade. Leia mais sobre esse assunto, que fala do desenvolvimento do DNA corporativo da empresa, nesse artigo do nosso colunista Edvaldo de Farias.

Conteúdo restrito

Esse conteúdo somente está disponível para assinantes da Revista Empresário Fitness & Health. Caso você queria ser nosso assinante, clique aqui e escolha o seu plano.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

REF&H
Enviar