Publicidade

Parecer bom x ser bom

Colunista: Cris Santos

Achei esse texto interessante e resolvi traduzi-lo para que você reflita sobre o tema, ok?

Sua carreira está indo para onde você gostaria? Promoções são indicadores de sucesso na carreira? 

Depois de nove meses que saí do meu antigo emprego, tenho tentado não pensar muito no assunto, com medo de ter me arrependido.

Será que a possibilidade de receber uma promoção, prejudica nossa capacidade de nos mantermos em constante aprendizado? É possível parecer bom e ser bom de verdade?

Quando as direções são certas, mas os caminhos são errados

Quando apontamos na direção certa, mas escolhemos um caminho errado, temos um problema. E esse problema é o que mais afeta a maioria das pessoas na hora que entendem que precisam mudar. Por exemplo: ser solicitado a tomar grandes decisões com informações limitadas, escolher uma carreira sem ter real experiência, ingressar em uma nova empresa, lançar um produto que não conhecemos para um público desconhecido, entre outros.

Felizmente, a maioria das decisões nas nossas vidas são reversíveis ou possuem um prazo determinado. O perigo não é fazer uma escolha ruim, mas julgar que mudar simplesmente seja a melhor escolha. Porque quanto mais você investe na carreira, mais difícil se torna a mudança.

Uma voz na sua cabeça te diz:

“Você passou tanto tempo na direção da carreira X, como você simplesmente sai e muda para a carreira Y?”

“Passei muitas noites sem dormir pensando nos caminhos que não escolhi ou no que poderia ter feito de diferente.”

Ficou interessado nesse artigo?

Assine a REF&H por R$ 120,00/ano e tenha acesso a mais de 300 artigos, além de todo o acervo (mais de 2000 artigos) disponível em formato digital em nosso site.

Todos os “e se” tornam mais fácil esquecer uma verdade poderosa: enquanto o tempo atrás de você não pode ser alterado, o tempo na sua frente é completamente adaptável e moldável.

Então, por que é tão difícil mudar de carreira? Talvez seja mais fácil pensar que a atual carreira seja como um elevador que te mantém em movimento. E aqui temos um ponto importante!

A armadilha de “parecer bom”

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

“Fui promovida de gerente de projetos júnior para sênior em dois anos, mas, ao mesmo tempo que me senti feliz e realizada, também me senti limitada.”

Embora o reconhecimento seja algo bom, com ele existe uma sensação de que temos que atingir níveis mais altos de performance para justificar a tal promoção. Imagine um elevador que vai alcançando os andares mais altos. Nesse sentido, há uma forte tentação de continuar esperando que a vista melhore quanto mais alto você chega.

A pressão da responsabilidade de escalar na sua atual carreira e atingir metas e objetivos, mantém você focado e em movimento. Esse é o desafio!

Porém, ter que parecer bom para sempre pode te paralisar e te impedir de crescer efetivamente.

“Depois que aprendi como o “elevador” funcionava, minha estratégia mudou. Priorizei vitórias fáceis ao invés de apostas arriscadas para garantir pontos no placar. Pulei oportunidades de aprendizado para manter um histórico impecável. Afinal, consistência + pontos = promoção. E funcionou!”

O jogo da promoção

Para ser promovido, você precisa mostrar um histórico de “vitórias” que te levaram a ser promovido. Isso te motiva a colocar mais energia em ser bom de fato, muito mais do que apenas parecer bom.

Uma coisa importante é entender que você não será premiado porque escolheu fazer as coisas da maneira mais difícil. Você será reconhecido quando escolher maneiras mais simples e constantes de entregar os resultados. Estar focado em receber premiações e recompensas para obter mais reconhecimento, pode te impedir de fazer coisas novas e de encarar novos desafios e, consequentemente, de ser bom.

Esse sentimento te leva a viver na sombra do que deu certo um dia, como se tentar algo novo fosse arriscado demais. Aqui está o primeiro passo na direção da estagnação. A influência emocional que ser promovido provoca é inebriante. O começo de algo desafiador, pode ser tornar uma armadilha, pois o que te fez ganhar num primeiro momento, pode te fazer perder quando mudarem as pessoas, as rotas e as situações.

A verdadeira confiança vem da adaptabilidade, que emerge da exploração e da prática de erros. Parecer ser bom em algo só tem valor se o objetivo maior é se tornar bom, ou seja, melhor em algo. E embora uma promoção seja emocionante, não será satisfatória se o objetivo de se tornar cada vez mais capacitado e qualificado não for o que você realmente deseja!

Mapa de possibilidades

Se até aqui você entendeu o que estou dizendo, sua ideia de um futuro incrível evoluiu ao longo do tempo.

A gestão de produtos, a redação de um relatório informativo ou o início de um negócio on-line não estavam nem perto do mapa das possibilidades há 10 anos! Quem sabe o que ocupará seu lugar no futuro? O mapa continua sendo atualizado em velocidades mais rápidas.

Dicas para alcançar novos andares

  1. Não espere um crescimento linear constante: esteja aberto para se aventurar ainda que seja descer alguns níveis, se isso for necessário para conquistar maiores aprendizados.
  2. Melhore e amplie a sua expectativa de se tornar melhor: dê a você a chance de melhorar etapa por etapa, com metas de curto, médio e longo prazos.
  3. Nunca pare de imaginar quais são as suas habilidades e seus talentos: seja o protagonista da sua história, não o coadjuvante.

O medo de um recomeço na carreira vem acompanhado do medo de invalidar a sua própria trajetória, mas posso te garantir, como alguém que mudou e recomeçou algumas vezes, que o seu conhecimento e sua experiência não serão descartadas. Você vai conseguir manter tudo o que aprendeu e colocar seu conhecimento em prática de novas maneiras.

Visitar o passado fará você entender onde errou, e dedique-se a considerar a aprender com os seus erros e seguir em frente.

Entender que para conquistar o seu melhor você precisará estar em constante movimento e atento às suas mudanças vai fazer você se tornar melhor naturalmente.

E depois que chegar na sua melhor performance, haverá novos desafios e cada um deles irá te ensinar novas formas de reconhecer seus talentos e suas habilidades.

Pois nunca é tarde para escrever um novo capítulo!

Fonte: Texto de Linda Z. traduzido na íntegra pela autora, com algumas adaptações.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar