Lições de liderança pós-Coronavírus

Após toda essa situação com Coronavírus, algumas coisas ficaram mais evidentes e podemos tirar várias lições. Vou colocar algumas reflexões aqui, mas te convido a, mais uma vez, também tirar um momento seu para tirar o máximo de lições dessa situação.

Como trabalhar minha mentalidade em momentos de crise

É importante que você continue vivendo seu propósito. Seu propósito não está em coisas, mas está em pessoas. Ou seja, se a academia está parada, seu propósito não deve ser ficar parado. Você continua tendo pessoas ao redor para impactar com seu propósito de vida: família, amigos, equipe, clientes e possíveis clientes. Se ajudar pessoas faz parte do seu propósito, continue ajudando pessoas. Se proporcionar saúde faz parte do seu propósito, continue proporcionando saúde. Não pare por causa da sua empresa. As empresas passam, as pessoas ficam, você permanece. Não aposte sua vida em um negócio, aposte sua vida em você e nos outros.

Faça tudo com excelência. E fazer com excelência não é fazer perfeito, mas é fazer o melhor que você pode com o que você tem nas mãos. É o WhatsApp que você tem nas mãos na quarentena? Faça o melhor que você pode com o WhatsApp. É o Facebook e Instagram que você tem nas mãos? Faça o melhor com o Facebook e Instagram. É um curso online que você tem nas mãos? Faça o melhor com o seu curso online.

Seja flexível. Tem muita gente sofrendo demais por ter os seus planos interrompidos. Guarde o planejamento que você tinha para depois e construa um novo planejamento. E já coloque na sua cabeça que você vai jogar fora também esse planejamento desse momento assim que as coisas saírem da crise. Apenas não fique sem planejamento. É comprovado que o planejamento te traz mais segurança. Coloque esse planejamento na sua frente. Você pode usar um quadro, algumas folhas de sulfite ou ter em um aplicativo ou planilha. Mas tenha esse planejamento de forma visual para que você possa se nortear.

Determine onde e em que horário você vai se informar. Em uma crise e até mesmo fora dela, não fique abrindo tudo o que te mandam pelo WhatsApp, não fique muito tempo ligado nas notícias. Tenha seus canais e seus horários para ver isso e foque o restante do dia para fazer outras coisas produtivas.

Tirando lições da crise

A vida é 10% o que acontece com a gente e 90% o que a gente faz com o que acontece em nossas vidas. Vemos grandes pessoas com grandes realizações, pois elas decidiram usar os 90% a favor do crescimento e desenvolvimento. Lembre-se de que você pode trabalhar vários pilares nesse momento. Se você não consegue trabalhar o pilar financeiro nesse momento, trabalhe seus pilares espiritual, financeiro, familiar, de marca, emocional, saúde, intelectual.

Tire o máximo de lições que você puder desse momento. Avalie de forma intencional: o que você aprendeu no seu relacionamento com a família? O que você aprendeu do seu relacionamento com Deus? O que você aprendeu do seu relacionamento com os amigos? O que você aprendeu sobre como é viver sem a sua rotina? O que você aprendeu sobre como é conviver com você mesmo fora do ambiente da empresa?
Faça boas perguntas para si mesmo nesse momento.

Tome decisões. Analisar e não tomar nenhuma decisão não vai mudar sua vida. Tome decisões e anote. Vá até o fim! Lembre-se de que tomar decisões não é fazer as melhores escolhas. Não é ser genial naquilo que você escolhe fazer. Mas é eliminar as piores opções. Talvez, você tenha muitas contas para pagar. Se não dá para pagar todas, a melhor decisão não é “tentar pagar o máximo possível”, você vai ter que escolher algumas coisas que você não vai pagar ou coisas que você vai negociar. O ideal seria pagar tudo, mas você vai eliminar aquilo que é “menos pior” nessa situação.

Qual é o seu negócio?

Lembre-se de que o nosso negócio não é academias. Nosso negócio é gestão! Como assim? Se estamos vendo que a academia não está sendo um negócio próspero, se estamos vendo que precisamos mudar o modelo de negócio, que a gente faça isso! É claro que você não vai na semana que vem criar um negócio novo, mas esse tipo de decisão leva tempo para se concretizar. Talvez, você decida isso agora e vai executando para que no ano que vem você lance algo novo. Que fique claro, não estou sugerindo que a conclusão é de que academia não é um bom negócio. É apenas um exemplo de reflexão que você pode ter. Avalie, não se agarrando à academia com todas as forças, mas avaliando friamente quais são as possibilidades.

Tenha sempre uma visão de futuro. Pense em todas as coisas que você pode fazer no futuro. Quais situações você pode ter e o que você precisa fazer hoje para ter o resultado no final das contas. Tenho perguntado, por exemplo, para os gestores: “se você continuar fazendo o que está fazendo agora, que história você vai contar lá na frente?” Talvez, seja uma história de que “eu lutei para sobreviver”, “eu fiquei sofrendo o tempo todo com medo”, “eu fiquei horas vendo notícias para ver se tinha alguma esperança”. É essa a história que você quer contar? Conte uma nova história: “eu tirei grandes lições. Eu me cuidei e ajudei muitas pessoas a se cuidarem. Eu gravei um curso online. Eu escrevi um livro. Eu brinquei com meus filhos como nunca tinha brincado. Eu conversei com minha família coisas que nunca tinha conversado antes”.

Conte essa nova história e se pergunte: o que tenho que começar a fazer agora para chegar lá na frente e contar essa nova história?

Quais decisões você toma a partir da reflexão?

Mãos à obra! Vamos para cima!

 

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

Publicidade

REF&H
Enviar