Publicidade

Por que temos dificuldade para liderar?

Colunista: Thiago Villaça

Eu não quero que você acredite em 100% do que eu vou revelar neste texto, mas gostaria que você levasse em consideração que, para sua academia prosperar, o seu único compromisso como gestor deve ser o de desenvolver pessoas, e isso não é uma tarefa fácil. Você vai entender!

Existem 5 elementos que precisam ser examinados quando falamos de desenvolver pessoas e todos respondem a seguinte pergunta: o que eu preciso fazer para ter uma equipe 5 estrelas atendendo os meus clientes?

Aqui estão eles:

A (1) conexão é o elemento básico que o gestor precisa estabelecer com os seus liderados. É mergulhar na história de vida de cada professor, estagiário, recepcionista, auxiliar de serviços gerais e prestadores de serviço. Conectar a história de vida que eles possuem com a sua história de vida faz você, e os seus liderados, terem grandes revelações e desperta um sentimento valiosíssimo chamado empatia . As revelações ativam a (2) surpresa e este elemento é fundamental para eliminar a crença de que o funcionário é escravo e o patrão só se importa com o lucro. O poder da conexão age como vacina e antídoto para crenças limitantes. Quando você se conecta com as pessoas elas se surpreendem com o (3) interesse que você demonstrou na pessoa que habita o profissional que você contratou.

Se a revelação ativa a surpresa, o interesse é o elemento que “dá liga”, que une e que serve como concreto sólido para que você e seu liderado criem laços e vínculos afetivos no trabalho.

Se você se sente desconfortável em criar laços e vínculos afetivos por acreditar que não deve misturar a vida pessoal com a profissional ou porque acredita que precisa manter certa distância dos seus funcionários eu sinto lhe dizer: o problema está em você.

Só quando você estabelece uma relação sólida com as pessoas é que é possível fazer a (4) admiração se manifestar. A admiração é um sentimento recíproco, ou seja, para saber se você é admirado pelos seus liderados você precisa admirá-los. Você tem este sentimento por alguém da sua equipe? Se não tem é porque você ainda não se permitiu conectar com ninguém. O simples fato de você se interessar pela vida pessoal dos seus liderados já desperta esta admiração. Quando a admiração se estabelece existe a manifestação do principal sentimento para você conseguir fazer com que a sua equipe seja 5 estrelas, a (5) confiança. A palavra confiar significa criar em conjunto (con = conjunto / fiar = tecer) e, por incrível que pareca, este sentimento também é recíproco. Se você não confia em ninguém da sua equipe provavelmente eles também não confiam em você.

Neste momento você deve estar se perguntando: mas o que isso tem a ver com o meu compromisso de desenvolver pessoas? Você permitiria ser desenvolvido por alguém que não confia e não admira? Eu também não!

Desenvolver (des = tirar / envolver = o que envolve) as pessoas é a tarefa mais difícil de um gestor, pois (1) necessita de habilidades interpessoais que poucas pessoas ensinam, (2) explora a insegurança do gestor em busca de oportunidades de melhoria, (3) requer inteligência emocional para enfrentar conflitos, medos, pessoas e ambientes repletos de incertezas, (4) expõe as fraquezas emocionais das pessoas e, saber caminhar para expor essas fraquezas, é algo muito delicado (5) necessita de humildade para o gestor se colocar na posição de aprendiz, (6) exige que ele seja bom ouvinte e (7) faz com que o líder dependa de erros e acertos para melhorar.

Neste sentido podemos concluir que a ausência de admiração e a baixíssima confiança é um sintoma da falta de compromisso que os gestores possuem com o desenvolvimento das pessoas.

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar