Publicidade

7 situações que impedem a musculação da sua academia de vender mais – Parte 2

Colunista: Fábio Cantizano

Se você leu e gostou da primeira parte na edição anterior, tenho certeza de que fará bastante proveito dessa continuação!

Vamos lá?

Motivo 5: Produção ineficaz de conteúdo

O marketing de conteúdo não veio para ficar. Na verdade, ele já era utilizado quando não havia nem sonhos sobre o mundo digital. E sim, sempre enfatizarei essa frase de um dos maiores especialistas do Brasil em marketing de conteúdo:

O marketing de conteúdo é a moeda do século XXI.

Rafael Rez

É impressionante como tem gente fazendo cursos e tentando aprender novas ferramentas e recursos oferecidos pelas plataformas como Instagram, Facebook, YouTube e TikTok. Muitos esquecem que essas plataformas fazem parte da estratégia, mas não são estratégias.

Criar conteúdo não é fácil, exige muito estudo e prática. Por isso, muitas empresas contratam agências de marketing digital para esta tarefa, sendo que boa parte delas produz conteúdos genéricos para o mercado fitness, desses que você vê publicados em mais de um canal, por mais de uma marca. É claro que existem empresas sérias, mas são caras e nem sempre o gestor de academia tem disponibilidade financeira, embora eu recomende um esforço extra.

A Red Bull, empresa de bebidas energéticas, se denomina “empresa de mídia” que vende bebidas. Esta é uma marca fora da curva que usa conteúdo estratégico para fortalecer a marca, engajando clientes e vendendo cada vez mais. Toda empresa é uma empresa de mídia hoje em dia, não ignore isso!

Se as pessoas passeiam pelo feed do Instagram da sua academia ou clicam no “play” para assistir a um vídeo no canal do YouTube, elas esperam obter informações de qualidade. Isso é um trabalho de mídia. Não duvido que chegará uma época em que teremos departamentos de conteúdos estratégicos na maior parte das empresas, inclusive academias.

A musculação é uma grande protagonista dos conteúdos de academias. Títulos como “Número de séries para hipertrofia de bíceps”, “3 exercícios essenciais para bombar glúteos” ou “3 formas de dividir seus treinos” são clássicos na internet. Pode reparar.

Muitos gestores acreditam que os consumidores só desejam saber sobre a parte estética e dos resultados rápidos, produzindo conteúdos que atendam essa demanda, no entanto, não entendem o motivo pelo qual as pessoas não percebem a musculação como uma modalidade totalmente saudável.

Posso promover um desafio? Para cada “3 exercícios de quadríceps para turbinar coxas” que você criar para sua marca, produza um “3 benefícios da musculação essenciais para a saúde de quem já teve Covid-19”. Seguem algumas ideias:

“5 motivos para você treinar musculação, mesmo que não deseje ganhar músculos”

“3 estratégias para combater de forma eficaz a hipertensão arterial” (sendo a musculação uma delas, ok?

“Mitos e verdades sobre musculação na adolescência”

“3 motivos que tornam a musculação essencial para portadores de diabetes”

“5 motivos para sua avó de mais de 80 anos treinar musculação pra valer”

Se para cada post que envolva estética você postar um sobre a “saúde percebida pelo cliente”, certamente tornará a modalidade musculação “melhor percebida”. Imagine se todas as academias e profissionais fizerem isso por 2 anos sem interrupção. Teremos uma nova era, certamente.

Jamais conseguiremos educar a mente do cliente oferecendo apenas o que ele quer, precisamos incluir também aquilo que ele “precisa”.

Esse papel é nosso!

Motivo 6: Falta de processos bem definidos

Se seu professor não tem um fluxo de trabalho a ser cumprido quando atende um cliente na sala de musculação, me desculpe, ele faz aquilo que acha correto e não o que sua marca promete ao cliente… se é que existe uma promessa clara de valor (é raro em nosso mercado).

Quando o cliente entra na sala de musculação, como ele é recebido? Quais etapas seu professor cumpre para entregar valor? Essas etapas são cumpridas por toda a equipe? Após o atendimento principal, o professor recomenda outras modalidades da academia?

Se respondeu não para alguma dessas perguntas, preocupe-se, pois não há identidade nas ações, o que mostra que sua academia pode ser mais uma do mercado oferecendo “mais do mesmo”. Não fique chateado(a) comigo, pois estou aqui para provocar você, para ajudar você a refletir e mover-se de forma estratégica, ok?

As grandes redes de academias colocam em prática com mais frequência os processos descritos nos manuais, não 100%, mas bem próximo. Esta é uma forma de padronizar a entrega prometida pelo marketing. Se não criar processos de acordo com a promessa e missão da empresa, o profissional fará da forma que achar melhor, tirando do cliente a possibilidade de ter uma experiência real com sua marca.

Este é um assunto longo. Vou parar por aqui para você refletir. Caso tenha vontade de saber mais como criar processos, entre em contato comigo me enviando uma mensagem no Whatsapp.

Vamos para o último motivo?

Ficou interessado nesse artigo?

Assine a REF&H por R$ 120,00/ano e tenha acesso a mais de 300 artigos, além de todo o acervo (mais de 2000 artigos) disponível em formato digital em nosso site.

Motivo 7: Equipe mal treinada

Uma equipe mal treinada é o maior pesadelo que uma empresa pode ter, pois lidar diretamente com o cliente de forma proveitosa depende de horas e horas de treinamento, que deve ser planejado de acordo com a missão da sua empresa, aquela declaração que você expõe para o cliente ter uma base de como avaliar se seu serviço está realmente condizente com a promessa feita pelo marketing.

O mercado fitness é o que mais necessita de treinamento frequente, sabe o motivo?

Simples, somos um dos poucos mercados que o profissional pode trabalhar em mais de uma empresa ao mesmo tempo. Tem profissionais que trabalham em duas, três academias diferentes. Imagine seu professor atendendo seu cliente de acordo com a forma que ele foi treinado na outra academia que ele trabalha. Seria um verdadeiro desastre, certo?

De que forma a musculação pode ajudar adolescentes, adultos e idosos? Como um cardiopata pode treinar de forma segura na sala de musculação? Um cliente que fez transplante de rim e foi liberado para treinar se sentiria seguro em sua sala de musculação?

Como deve ser o treinamento da sua equipe

Sabe aonde quero chegar? Na forma como você treina seus profissionais.

50% do treinamento de sua equipe precisa ter como foco o comportamento (facilita bastante quando você contrata da maneira correta), os outros 50% deveriam ser com foco em treinamento físico para grupos especiais. Sabe por quê?

Seu professor já faz milhares de cursos sobre emagrecimento, treinamento funcional, cross training… Ele gosta desses temas, logo, busca conhecimentos nessas áreas. Quando ele não gosta de atender clientes de consultoria ou personal de grupos especiais, não busca conhecimento nessas áreas.

O foco da carreira do seu professor pode ser um, mas a necessidade do cliente da sua academia pode ser outra. Sendo assim, é sua responsabilidade preparar seus profissionais para que possam atender essa demanda reprimida de clientes que buscam sair dos maus hábitos para a saúde plena, sem que precisem ficar sarados.

Caso não queira ter esse trabalho, contrate especialistas com comprovação no currículo, mas serão mais caros.

Lembre-se, atrair e manter clientes é um trabalho árduo, principalmente na musculação. O marketing precisa prometer apenas o que a empresa pode cumprir. Ao longo da jornada do cliente, você precisa reforçar o quanto é importante manter-se em movimento na SUA ACADEMIA. Para isto, estratégias de marketing de serviços, de conteúdo e de relacionamento precisam ser colocadas em prática. Isso só será possível se sua equipe for treinada para vender bem a musculação e gerenciar as rotinas dos clientes como uma instituição de saúde e qualidade de vida.

É claro que você não precisa colocar jaleco branco na equipe e nem pintar suas paredes de branco ou verde claro. Falo de comportamento, compromisso com o bem-estar e ações baseadas na ciência.

Sente-se com sua equipe. Imprima este artigo e peça para que leiam. Peça também para que eles enumerem erros cometidos pela sua marca ao atender clientes, assim como a forma como o marketing está sendo feito. Tenho certeza de que daí sairão ideias maravilhosas.

Te espero no próximo artigo?

Se precisar falar comigo antes, me envie um Whatsapp, ok?

Até a próxima!

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar