6 fatores que determinam o sucesso de um personal trainer – Parte 2

No artigo da edição anterior abordei três de seis fatores que determinam o sucesso de um Personal Trainer. Ser percebido como um especialista, planejar de forma estratégica o marketing de conteúdo e realizar a entrega de acordo com o prometido é essencial, mas não é o suficiente. Sendo assim, abordarei mais três fatores para que você possa refletir sobre sua prática e planejar sua carreira de forma estratégica.

4. Não seguir a manada

Perdoe-me a expressão, mas é a que melhor representa o que tenho visto atualmente. É impressionante como somos tentados a seguir estratégias de “personais gurus” que preconizam a captação desenfreada de clientes. O termo “personal guru” traduz a ideia do profissional que conseguiu algum sucesso com determinada estratégia, mas dissemina a ideia como algo cientificamente comprovado, o que na maioria das vezes é pautado em tentativa e erro em uma situação específica. É como se a ideia, ou estratégia (se é que podemos chamar assim), servisse para todos, desrespeitando a “individualidade biológica” do profissional. 

O guru normalmente não é um especialista de formação. Já reparou na quantidade de gurus vendendo a mesma ideia, prometendo resultados financeiros muito acima do que a classe está acostumada a lidar? É realmente tentador. O problema é que boa parte deles não divulga o percentual real (comprovado) de profissionais que compraram a ideia e tiveram sucesso duradouro, ou seja, a fidelização de centenas de clientes captados ao longo dos meses (se é que houve essa conquista). Cuidado, quando muitos têm a mesma ideia e a executam, significa “seguir a manada”. Acredite, não é o melhor caminho, pois os profissionais não têm a mesma especialização, não atendem o mesmo público e não atuam no mesmo local.

5. Aprenda marketing com especialistas em MARKETING

Supondo que você tenha um problema grave de saúde e tem a oportunidade de se consultar com três médicos, sendo um clínico geral, um que atende em três áreas distintas e um especialista no seu problema. Você vai preferir o especialista, sem dúvida. O mesmo acontece em nossa área. Os clientes já perceberam que a probabilidade de conquistarem melhores resultados contratando especialistas em seus objetivos é maior.

Hoje, temos no mercado professores que tiveram sucesso como personal trainers e ministram cursos sobre hipertrofia, emagrecimento e outros temas técnicos. Com a oportunidade de atuar na formação dos profissionais, estão se aventurando no ensino de marketing também. Será que esse profissional consegue tempo para se especializar em todos esses temas? Aprenda sobre hipertrofia com professores  especializados em hipertrofia, emagrecimento com especialistas em emagrecimento e MARKETING com especialistas em MARKETING.

Marketing é uma área que se atualiza na mesma velocidade da área técnica. Afirmo isso por ter trabalhado muitos anos na área técnica e por dedicar 100% do meu tempo no marketing atualmente. Não quero que você me veja como um crítico de colegas. Meu compromisso é com a sua formação e com seu desenvolvimento profissional. Portanto, dar a melhor orientação é meu objetivo.

6. Preocupe-se mais com a fidelização do que com a captação

Acredito que neste momento eu esteja provocando um certo desconforto em meus colegas que vendem cursos de marketing. Nada de errado em captar clientes, desde que você consiga fidelizá-los. Captar clientes com estratégias de vendas agressivas dá certo, mas a única forma de ter certeza de que você está entregando constantemente o que promete é fidelizando clientes que “compraram sua promessa”.

Vou repetir uma expressão que há anos é dita em cursos sérios de marketing e vendas: “conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual”. Quem disse isso foi Philip Kotler, talvez a maior autoridade mundial em teoria geral do marketing. Acredite, esse autor representa mais o marketing do que Steven Fleck representa o treinamento de força.

Antes de tentar captar mais clientes, tente descobrir o motivo de não ter fidelizado clientes que te abandonaram, ou melhor, que você abandonou ao deixar de “cumprir a promessa que fez”. Sei que peguei pesado agora, mas tocar em seu coração exige certa “emoção”, mesmo que negativa.

Conte sempre comigo.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

Publicidade

REF&H
Enviar