Publicidade

IHRSA revela números da crise no mercado fitness americano

Colunista: Redação REF&H

*Traduzido por Leonardo Allevato a partir da fonte original.

Cerca de 83% das academias dos EUA sobreviveram a 2020, mas as receitas caíram 58% e um milhão de pessoas perderam seus empregos.

A receita da indústria de fitness dos Estados Unidos caiu 58% durante 2020 – de US$ 35 bilhões, o maior histórico registrado em 2019, para US$ 15 bilhões segundo dados da IHRSA.

Figura 1. Receita da indústria do fitness nos EUA. Fonte: IHRSA

Os Estados Unidos foi o país mais afetado pela pandemia e empresas fitness em todos os estados foram obrigadas a fechar suas portas por pelo menos um mês em 2020. Em muitos estados, os fechamentos persistiram durante a maior parte dos 12 meses de 2020. Restrições obrigatórias em alguns estados permitiam operações limitadas, variando de serviços externos ou apenas virtuais a um máximo de 50% capacidade.

Os números da IHRSA indicam que 17% das instalações de fitness fecharam definitivamente em 2020 e oito grandes empresas de fitness – incluindo Gold’s Gym, 24 Hour Fitness e Town Sports International (TSI) – entraram com pedido de falência e, no total, mais de 1 milhão de funcionários da indústria perderam seus empregos!

Figura 2. Força de trabalho na indústria do fitness nos EUA. Fonte: IHRSA

Alguns segmentos da indústria do fitness foram mais atingidos do que outros. Dados de grandes empresas de processamento de pagamentos em academias e estúdios revelam que 19% por cento dos estúdios boutique fecharam permanentemente em 2020. Enquanto isso, 14% das academias e clubes tradicionais de saúde encerraram suas atividades.

Comentando sobre os números do IHRSA, um gerente de um conceituado banco de investimentos, disse que é preciso lembrar que as academias de ginástica são, em grande parte, empresas de custo fixo e uma queda tão grande na receita tem consequências devastadoras, tanto no curto quanto no longo prazo.

Veremos efeitos duradouros à medida que as operadoras buscam reconstruir o fluxo de caixa, recapitalizar seus negócios básicos, recontratar funcionários e assim por diante.

Leia mais sobre o relatório da IHRSA sobre os efeitos da pandemia, clicando aqui

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar