Áreas de convivência

Se a convivência entre clientes, melhora a retenção, ter áreas de convivência faz você ter mais clientes! Então, siga essas dicas!

Publicidade

No momento que mais se fala de tecnologia dentro das academias, com ampla utilização de tecnologias para ligar o aluno ao seu treino, aulas virtuais e monitoramento constante por wearables a interação entre os clientes e entre os clientes e os colaboradores fica mais importante ainda.

As áreas de convivência, que comprovadamente aumentam a fidelização dos alunos agora ganham uma dimensão ainda maior: ser o contraponto ao mundo virtual. Estamos em um momento onde a maioria dos alunos faz a sua série de exercícios com a cabeça baixa, olhando para a tela de seu smartphone seja checando a evolução de seu treino, seja escolhendo  a música que vai alimentar o som ambiente por um app ou ainda interagindo com amigos pelas redes sociais.

A resposta para o cliente olhar para o lado e fazer amigos reais? Áreas de convivência: várias, confortáveis e divertidas.

Temos vários perfis de frequentadores em cada academia, então devem ser criadas várias alternativas de espaços sociais: alguns mais intimistas para ler ou conversar, outros mais ativos com jogos e ainda outros combinados com alimentação. Se sua academia tiver crianças como clientes, é fundamental um espaço exclusivo para elas, com jogos, espaços para desenhar e ler. E por que não algum espaço para adultos também se divertirem com alguma atividade manual? Lembra do sucesso que foi há algum tempo atrás os livros de colorir para adultos? Resgatar esse lado mais lúdico é sucesso garantido.

É muito  importante que as áreas de convivência sejam realmente confortáveis e bem ambientadas, pensando em cada detalhe. Se você não contar com ajuda de um profissional de arquitetura, pode olhar sites de decoração para se inspirar e criar ambientes, sempre pensando no seu público-alvo e não necessariamente no seu gosto pessoal.

O espaço de leitura precisa ser bem iluminado e com poltronas com bom apoio. Deve ter mesinhas laterais para acomodar algumas revistas e não ser em um lugar muito movimentado.

Já o espaço para conversar deve ter poltronas (individuais, de preferencia), colocadas em circulo, para propiciar a conversa. Uma mesa de centro e um tapete ajuda a compor o ambiente.

Quando a proposta for fazer um espaço para jogos, deve ser providenciado muito espaço em volta. Para uma mesa de pebolim, deixe pelo menos 1,20m em cada lateral. Para uma mesa de bilhar, no mínimo 2,50m. Lembrem-se que pessoas vão jogar e outras vão assistir. E é exatamente isso que queremos para proporcionar interação, então coloque pufes ou banquetas próximas. E também umas mesinhas de apoio, para deixar os objetos pessoais enquanto estão jogando. Se o espaço disponível não for suficiente para mesas de jogos, invista em jogos de tabuleiro, por exemplo. Com mesinhas e cadeiras.

E se você tiver lanchonete, é um ótimo espaço para ser usado como área de convivência. Se não tiver, uma máquina de café também funciona muito bem. Em ambos os casos, deve ser um espaço totalmente integrado com a academia e aberto o tempo todo. Mescle as mesas e cadeiras tradicionais do café com poltronas e mesas coletivas.

Seja qual for o tamanho de sua academia ou estúdio, pense em cada detalhe de como queremos que o seu cliente use o ambiente para interagir com outros clientes. E tenha vários espaços para esse momento social.

Pense nisso e Bom Projeto!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Sobre a REF&H

Fundada em 20 de setembro de 2002, a revista Empresário Fitness & Health se consolida como uma das mais conceituadas revistas no segmento fitness, levando informação relevante e em linguagem acessível aos gestores de academias e profissionais que queiram se diferenciar no mercado.

Leia mais