2º Congresso SESC de Lazer – A nova era do bem estar

Foi realizado, no mês de novembro, o 2º Congresso SESC de Lazer, com o tema “A nova era do bem-estar”.

Durante a abertura, o presidente da FECOMERCIO, Antonio Florencio de Queiroz Junior, pontuou que o bem-estar é o objetivo do SESC e ressaltou a importância de se cuidar do corpo e da mente em detrimento do grande fluxo de informações a que estamos submetidos atualmente. Deu o exemplo de si mesmo, que começou a praticar judô aos 59 anos e se sente bem melhor atualmente e desejou que o evento pudesse resultar em coisas melhores para a sociedade do Rio de Janeiro.

Antonio-Florencio-de-Queiroz-Junior-presidente-da-fecomercio
Antonio Florencio de Queiroz Junior, presidente da FECOMERCIO. (Crédito da foto: @erbsjrphotos)

 

Fernando Alves, gerente de lazer do SESC-RJ, chamou todos à reflexão baseada no combate ao sedentarismo. Observou que, segundo o Ministério da Saúde, temos os piores indicadores dos últimos tempos nessa área. Mostrou a importância do profissional de Educação Física em quatro dos 17 objetivos para transformar o mundo, segundo a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Convidou todos a refletir, durante o evento, sobre pontos como: inovação e tecnologia, inclusão, gestão, excelência, educação e saúde e o exercício e a atividade física como remédio para o sedentarismo.

fernando-alves-gerente-de-lazer-sesc-rj
Fernando Alves, gerente de Lazer do SESC-RJ. (Crédito da foto: @erbsjrphotos)

 

Com cerca de 16.000 pessoas praticando atividades físicas nas dependências do SESC-RJ, a instituição prefere, atualmente, segundo ele, substituir o “no pain, no gain” pelo “no play, no gain”, mostrando a necessidade de se praticar atividades físicas com prazer para se atingir os objetivos de saúde e finalizou exibindo um vídeo para mostrar que também no SESC é possível realizar sonhos do público participante de suas atividades.

Sedentarismo e envelhecimento da população

O ex-jogador de vôlei Bernardinho, atualmente técnico da seleção feminina de vôlei do SESC, palestrou no evento falando sobre liderança, mas afirmou que não estava ali para ensinar, mas sim para provocar o questionamento. Confira como foi sua palestra no artigo “Construindo times vencedores”.

bernardinho-tecnico-de-volei-do-sesc
Bernardinho, técnico da equipe feminina de vôlei do SESC. (Crédito da foto: @erbsjrphotos)

 

Andrea Desalandes, coordenadora do Laboratório de Neurociências do Exercício da UFRJ expôs o tema “Envelhecimento e Atividade Física”, mostrando que o Brasil terá, em menos de 30 anos, 40 milhões de idosos, o dobro do que temos atualmente. Isso potencializa sobremaneira o mercado fitness, uma vez que, segundo a pesquisadora, a atividade física pode “atrasar” o relógio biológico, retardando os efeitos do envelhecimento.

Gustavo Borges, ex-nadador olímpico e diretor da ACAD Brasil, mostrou que o Brasil é o 5º país mais sedentário do mundo e o Rio de Janeiro é a capital mais sedentária do país. Nesse sentido, expôs uma pesquisa onde concluiu-se que 35% das pessoas não gostam de praticar atividades físicas e 35% não têm tempo para praticá-la. Também falou sobre liderança e conquistas e você pode conferir mais detalhes sobre sua participação no artigo “Quanto vale cada centésimo do seu tempo?”.

gustavo-borges-diretor-da-acadbrasil
Gustavo Borges, diretor da ACAD Brasil. (Crédito da foto: @erbsjrphotos)

A busca pela excelência e a experiência do cliente

Eduardo Netto, sócio diretor da rede de academias BodyTech abordou o tema “Como inovar na experiência do cliente”, questionando como serão as academias nos próximos anos, uma vez que desde a década de 80 as propostas desse mercado vêm se modificando. Mostrou, também, como a tecnologia pode fazer a diferença na experiência do cliente.

 

Giovane Gávio, ex-jogador de vôlei e atual técnico da equipe masculina de vôlei do SESC, em sua palestra “A busca pela excelência”, enfatizou que, para se chegar ao topo é preciso tomar cuidado com as programações mentais e com o que se planeja, porque tudo pode se tornar realidade.

“Labor frutus glori” – a glória é fruto do trabalho – foi diversas vezes citado por ele, mostrando que no “treino” diário é que se constrói a vitória. “O tempo é o mesmo para todos, a ATITUDE é que diferencia as pessoas.” A atitude vai levar você ao seu máximo; estar na “média” é ser uma pessoa medíocre.

“Sonhe em ser o melhor, mas que preço você está disposto a pagar pelos seus sonhos?”

 

Ana Cristina Mendes, responsável pelo Wellness Institute da Technogym, deixou um recado para os participantes sobre tecnologia no mercado fitness:

Cliente motivado, academia cheia

Vini Dias, representante da Les Mills, falou sobre a motivação do cliente moderno e trouxe alguns dados interessantes para análise dos gestores:

  • 50% das pessoas trabalham 11 horas por dia.
  • As pessoas quase 9 horas diárias consumindo algum conteúdo digital.
  • Pela primeira vez, os gastos com EXPERIÊNCIA se sobrepõem aos gastos com produtos.
  • A interação social durante a prática de atividades físicas é determinante para 43% das pessoas.

A prática da atividade física é difícil quando você TEM que fazer, mas é fácil quando você DESEJA fazer.

A tecnologia trouxe uma disrupção para o mercado fitness que NÃO deve ser encarada como uma ameaça.

Assim, é importante que os gestores busquem maneiras de motivar os clientes na era da experiência, baseados nesses conceitos e gerando percepções positivas em cada um deles.

Nos dois dias subsequentes, foram realizados cursos para os profissionais de Educação Física inscritos no evento e para gestores, com o 1º Meeting Fitness Brasil – Gestão de Negócios, promovido pela Fitness Brasil; confira mais sobre esse evento aqui.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

REF&H
Enviar