Publicidade

Tendências do fitness para 2022 no Brasil

Colunista: Redação REF&H

Pelo terceiro ano consecutivo, as tendências do fitness estão sendo analisadas no Brasil. Os participantes da pesquisa incluíram 942 entrevistados, sendo 35,9% de mulheres e 64,1% de homens, com 32% tendo mais de 10 anos de experiência e 20,5% com mais de 20 anos de experiência.
Devido à pandemia, muitos profissionais foram impactados financeiramente e, além disso, a moeda brasileira desvalorizou-se em relação ao dólar americano. Como no Brasil os acordos comerciais são mensais, fica difícil comparar com outros países do mundo e, nesse sentido, apenas 1,5% dos entrevistados receberam um salário anual de mais de R$ 220.000,00 (cerca de R$ 18.000,00 por mês).
Dos entrevistados, 63,9% indicaram trabalhar em tempo integral e 36,1% em período parcial (menos de 20 horas por semana). Do total de respostas, 17% relataram que eram gestores, 9% relataram ser professores, 1%, profissional médico, 5% fisiologista do exercício e 1% estudante de pós-graduação.
Além disso, 50,6% dos respondentes relataram trabalhar em empresa privada ou própria, 22,1% relataram trabalhar em uma academia e 5,4%, em um centro médico de fitness.
Assinantes têm acesso ao artigo completo com as 20 tendências do fitness para 2022 no Brasil, segundo o ACSM.

Conteúdo restrito

Esse conteúdo somente está disponível para assinantes da Revista Empresário Fitness & Health. Caso você queira ser nosso assinante, clique aqui e escolha o seu plano.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar