Publicidade

Transição de carreira no mercado fitness: quando é preciso mudar para ter mais harmonia entre vida pessoal e profissional?

Colunista: Cris Santos

Um estudo da Kaspersky com mais de 8 mil respondentes mostrou que 50% dos profissionais no mercado de trabalho querem mudar de emprego para ter mais harmonia entre vida pessoal e profissional e esperam que as empresas se tornem mais flexíveis. Para muitas dessas pessoas, o cargo mais alto já não faz mais tanto sentido.

No mercado de academias, muitos dos profissionais acabaram não retornando aos seus postos de trabalho por entenderem que investir em seu próprio tempo e serviço seria mais produtivo e equilibrado. E acabaram se acostumando com isso.

No entanto, muitos ainda buscam por oportunidades, mas também não querem voltar ao modelo anterior e as academias também não estão com fôlego para investir em muita variedade de mão de obra. Estão buscando mais por profissionais de vendas para ganharem tração em oferta de serviços e alavancarem resultados mais rápidos para aí sim, contratar mais gente futuramente.

Profissionais estão querendo equalizar mais o seu tempo e a sua dedicação entre a vida e o trabalho, empresas estão perdendo seus talentos por ainda operarem no modelo antigo: muito trabalho, muitas tarefas, reconhecimento discutível a salários nem sempre atrativos com demanda de altas entregas e essa conta não está mais fechando!

Mudando a rota da sua carreira

Um ponto importante para muitos profissionais do setor é entender quando é a hora de mudar de rota definitivamente, pois muitos mudaram temporariamente e alguns se arrependeram. É o caso dos profissionais que por falta de preparo para enfrentar o novo, aceitaram qualquer oportunidade que encontraram. Esses perderam suas identidades e estão à mercê do que encontram ainda hoje.

Equívocos que vão desde um currículo mal redigido e sem foco até uma experiência que tecnicamente não possui aderência com a sua trajetória. E estão enfrentando barreiras para se recolocarem e retornarem ao mundo fitness.

Mudar de emprego somente por mudar pode até pagar as contas no final do mês, mas vai impactar negativamente na questão da realização profissional. O ideal seria buscar essa readequação com algo que faz a pessoa feliz ao mesmo tempo que mantém seu sustento, ainda que ser feliz e não ser capaz de pagar suas contas também não valha a pena.

Você é feliz no seu trabalho?

Quem está inserido no contexto do trabalho tem medo de mudar. Permanece ali ainda que infeliz aguentando muito mais do que rotinas diárias: líderes incompreensíveis, equipe desconexa, falta de propósito para o trabalho, clientes exigentes, acordar todos os dias desejando o final de semana para ser feliz. Se o que se busca é apenas estar feliz onde se está, sem ser o protagonista que precisa, essa felicidade durará pouco e não passará de uma ilusão.

Aqui há uma provocação: um profissional que está no trabalho pela empresa e não por ele mesmo, arrumará uma forma de sabotar suas entregas e chamará isso de infelicidade. Donos e gestores das empresas do setor, precisam ter atenção a esses sinais, pois perdem profissionais para outras empresas por não reconhecerem que um bom ambiente de trabalho é composto por gestão e compaixão. Nos dias de hoje principalmente…

Medir resultados pela quantidade de horas que se trabalha e não pelo espírito de missão cumprida vai levar ao stress e ao cansaço. E esses sintomas conduzem ainda à queda de motivação para a vida e para a empresa.

Como minimizar os efeitos da transição

Ter foco na entrega e na produtividade está diretamente ligado ao prazer pelo trabalho e a motivação pessoal precisa ser mais forte do que comissionamentos. Ter ambição é mais do que fazer porque precisa ser feito.

Para minimizar os efeitos psicológicos da transição de carreira ou da mudança de emprego, leia bastante, estude bastante, pesquise por outras empresas, converse com as pessoas, procure um especialista e siga em frente, porque ninguém está no seu lugar para saber o que se passa no seu dia a dia.

Se você está em um momento como o descrito até aqui, reveja o que você está fazendo com a sua carreira e com a sua vida. Às vezes, dizer a si mesmo que é hora de mudar para buscar aquilo que te agrada, é a melhor maneira de garantir um futuro mais próspero e harmônico.

Não tenha medo!

Leia outros artigos

O que achou desse artigo?

Publicidade

REF&H
Enviar